Dois homens morrem em confronto com a PM em Miguel Calmon

Dois homens morreram na manhã desta terça-feira (20/9), em uma troca de tiros com policiais militares, às margens da rodovia BA-131, no município de Miguel Calmon, a cerca de 37 quilômetros de Jacobina. Apenas um deles foi identificado pela polícia até o momento, conhecido por 'Nego Lu das Populares'.

Segundo informações apuradas pelo Jacobina Notícias, a dupla era suspeita de ter invadido a casa de um jovem de prenome Ryan, no distrito do França, município de Piritiba, na noite desta segunda-feira (19/9). De acordo com a polícia, eles tinham o objetivo de assassinar a vítima, mas a ação foi frustrada porque o jovem não foi encontrado na residência. Ao deixar o local, a bordo de uma moto, eles atiraram na frente do imóvel.

A reportagem do JN apurou ainda que, insatisfeitos, os dois retornaram na manhã de hoje ao distrito do França e novamente invadiram a casa do jovem. Mas ele, mais uma vez, não foi encontrado. Na residência havia apenas pessoas da família. Os dois suspeitos retornaram para Miguel Calmon, porém testemunhas informaram à Polícia Militar todas características dos homens e dados do veículo que estavam a bordo.

Durante as diligências, os policiais militares visualizaram duas pessoas em uma moto pela BA-131, na saída de Miguel Calmon sentido Piritiba, cujas características batiam com as informadas pelas testemunhas. Ao se aproximar do veículo para realizar a abordagem, os suspeitos atiraram contra os PMs, momento que houve revide e troca de tiros. Por sorte, nenhum policial foi atingido, enquanto que a dupla acabou sendo alvejada no confronto e morrendo no local.

Além da arma de fogo, um revólver calibre 38 com numeração raspada, usado nas invasões à residência no distrito do França e para disparar contra a guarnição da Polícia Militar, a moto em que eles estavam, uma Honda CG 150, na cor preta, também foi apreendida e apresentada na Delegacia de Polícia Civil.

Os corpos dos dois homens foram encaminhados ao IML de Jacobina. A Polícia Civil investiga outros possíveis crimes praticados pela dupla morta no confronto com os militares.

Fonte: Jacobina Notícias