Copinha: Corinthians ultrapassa São Paulo em número de finais seguidas

Quando dizem que a Copa São Paulo de Futebol Júnior tem a cara do Corinthians, ou então, foi feita sob medida para o clube não é a toa. Além de ser o maior campeão do torneio e ter o maior número de participações em decisões, o Timão agora é o que possui mais finais consecutivas. Com a vitória por 3 a 0 sobre o Juventus, no último domingo, na Arena Barueri, o clube vai disputar o título pela quarta vez seguida, desta vez contra o Batatais, que foi goleado pelo Paulista por 5 a 1 na semifinal, mas ficou com a vaga após a comprovação da escalação irregular do zagueiro Brendon durante a competição - o jogador teria 22 anos, e não 19, a idade limite para jogar a Copinha.

A partida será realizada nesta quarta-feira, às 16h, no Pacaembu. Até então, a marca pertencia ao arquirrival São Paulo, que registra três finais em sequência: 1992 (perdeu para o Vasco nos pênaltis), 1993 (campeão sobre o Corinthians) e 1994 (derrotado pelo Guarani nas penalidades).

Nas últimas três Copinhas, o Corinthians sempre esteve presente no jogo decisivo. Em 2014, o Timão perdeu para o Santos por 2 a 1. No ano seguinte, o clube deu a volta olímpica ao derrotar o Botafogo-SP por 1 a 0, com gol do volante Maycon numa falha clamorosa do goleiro Talles. Na última edição, o Flamengo venceu nas penalidades por 4 a 3 após empate por 2 a 2 no tempo normal. No total, são nove conquistas (1969, 1970, 1995, 1999, 2004, 2005, 2009, 2012 e 2015) em 17 finais sem contar a de 2017 (1969, 1970, 1973, 1976, 1978, 1984, 1993, 1995, 1997, 1999, 2004, 2005, 2009, 2012, 2014, 2015 e 2016).

Em outras duas ocasiões, o Timão chegou dois anos consecutivos na decisão. Em 1969 e 1970, quando a competição ainda era só disputada por equipes paulistas, o clube foi bicampeão contra Nacional-SP (1 a 0) e Palmeiras (4 a 2), respectivamente. Em 2004 e 2005, quando a Copinha já tinha a participação de times de outros estados, o Corinthians levantou a taça contra o São Paulo (2 a 0) e Nacional-SP (3 a 1), respectivamente. O Tricolor Paulista também possui uma sequência de duas finais seguidas, Em 2000, a equipe venceu o Juventus por 2 a 1, mas na edição seguinte foi derrotado pelo Barueri nas penalidades por 6 a 5 após empate por 4 a 4 no tempo regulamentar.

 

Fonte: Globo Esporte