Em sessão vereadores lamentam mortes no município e propõe projetos

Valdivino Araújo, apresentou o projeto do Armazém da agricultura familiar, parceria da Coopes, CAR e Governo do Estado. Explicando sobre a necessidade do poder público, no qual vem se estreitando nem só nessa gestão como em outras e esse momento marca a aproximação com o poder legislativo.  Uma casa de vereadores jovens, mas porém, maduros e responsáveis.

 

Na sessão da segunda-feira, 16, o Presidente da Câmara de Vereadores, Bruno Vitor, reafirmou a importância dos vereadores na luta pela busca da Policlínica, e principalmente a Câmara de Capim Grosso, sendo reconhecida pelo Presidente do Consórcio da Saúde. Aconselhou a pais e mães de famílias que não presenteiem filhos com veículos automotores, por conta do risco que a criança corre. Lamentou ainda a morte de Antônio Carlos da Silva, conhecido como Cacau, “um guerreiro, lutou na política por Capim Grosso, deixo aqui meus sentimentos a amigos e familiares”, e reclamou sobre as mortes de três adolescentes que ocorreram no último domingo.  

 

O Vereador Nanal Vilas Boas comentou, sobre a realização do Campeonato Municipal Infantil de Futebol, onde a prefeita e membros do Departamento de Esportes participaram. Disse que ano passado entrou com requerimento para criar o fundo municipal de entidades e repartições ligadas ao esporte e cultura, as propostas vêm de vários ângulos de quem trabalha nas repartições dos vereadores e inclusive da opinião pública, e o que vale são opiniões de pessoas que não entendem de esportes e de cultura. A gente anda pela cidade e por tais razões que o vereador tem a sua competência justamente para trabalhar em prol da municipalidade e a gente fica se deparando diante de situações, no dia 02 de abril entreguei a Secretaria de Administração um requerimento pedindo que revesse a continuação do pagamento do terreno de 23 tarefas, para o que seria a instalação de indústria de reciclagem, e aqui foi posto em votação por requerimento à Câmara, aprovado com um voto a mais, “mas não vejo legalidade que um requerimento pode por completo o teor do projeto, para o qual votamos”, continuou. Disse ainda que “está em tempo para que o jurídico analise, que não haja um desgaste maior por parte da gestão”, completou. Comentou que aguarda a chegada do Projeto de Lei da Guarda Municipal, para que possa estudá-lo sem desrespeito a uma classe ou outra na divisão de opiniões. 

 

O Vereador Jamber, saudou a plenária e lamentou a onda de violência que arrasou o município na última semana, entre eles o político Cacau, e os três jovens no domingo. Espera que as autoridades competentes estejam no compromisso de desvendar esses assassinatos. “O que dizermos aos nossos filhos diante de fatos como esses, a não ser elevar as mãos para o céu e pedir proteção de Deus”. Informou que estiveram na capital baiana junto com a prefeita na última semana, onde receberam um convenio no valor de 700 mil reais, para calçamento, entre esses o entorno da Praça Pau Brasil. Também comentou sobre a implantação da Policlínica na cidade de Jacobina, parabenizando os vereadores de Capim Grosso que estavam na reunião, onde montaram um exército do legislativo baiano e levaram a necessidade até ao Governador do Estado para que fosse instalada em Capim Grosso ou no máximo de distância em Jacobina, relatou também sobre a mobilização junto às Câmaras de Quixabeira, Gavião, Jacobina e outras. A policlínica iria para Senhor do Bonfim, e a ideia para reunir todos os vereadores de Capim Grosso, para não aceitar, saiu desta Casa. “Já não temos um hospital com UTI e ficar sem uma obra para evitar que as pessoas viajem até Salvador realizar exames”, explicou. “Graças aos vereadores da região norte da Bahia e parabenizando colegas, as suas vozes foram ouvidas”, e felicitou a prefeita Lydia, a mesma vai ser a vice presidente do consorcio de saúde que vai gerir a policlínica.

 

O Legislador Arivelton Mota, lastimou os assassinatos ocorridos. Falou sobre a visita à Jacobina e parabenizou ao Governador Ruy Costa, e a Prefeita Lydia pela assinatura da Policlínica em Jacobina. “Me sentir feliz em representar Capim Grosso junto à prefeita e os colegas vereadores, foi importante para a nossa região”, comentou. Também disse que cobrou da prefeita a patrolada de ruas e estradas. Solicitou a limpeza e capina dos posto de saúde. Sobre o Posto de Saúde satélite da Mata do Estado, já terminou o serviço de reparo e feito uma análise, e será feito o forro, para na próxima semana iniciar o atendimento médico.

 

O Parlamentar Municipal Antonio Martinho, solicitou a recuperação de estradas que ligam até o Lagedo, inclusive a via que dá acesso ao Mucambo, pois o ônibus que transporta os alunados só vai até a Presa Quebrada, de lá outro veículo segue com o transporte. Comentou sobre a assinatura da ordem de serviço da construção da Policlínica, no último sábado em Jacobina, onde compareceu e disse que é o melhor projeto do Governador Ruy Costa, na precariedade que está a saúde, se tira o chapéu para os projetos de policlínicas”, comentou. Parabenizou todos que estavam presentes e informou que vai acontecer um “desafogamento” dos transportes à Salvador. “Recentemente o presidente encaminhou oficio da gestão para compra de um terreno para construção de um terreno rural para comercialização de animais, e que me surpreende o documento de que o mesmo está comprado, o que protocolou a possibilidade da construção, e que foi liberado dessa vez. “O local em que está o projeto é que não concordo, estou em uma função e serei agricultor novamente, mas vender um animal próximo a fazenda de Marco da Com 3 é praticamente impossível”, reclamou. “Se quer vender a galinha e o carneiro tem que fretar um carro e entrar na estrada vicinal com tantos terrenos bons próximos, 4 192 metros quadrados custo de 30 mil reais, vou conhecer a área para me posicionar com relação a esse valor, que não é tão comum uma tarefa em nossa região com essa quantia”, concluiu. 

 

O Vereador Nen da Pastoral, no uso de suas atribuições, falou de uma emenda parlamentar do Deputado Estadual, Bobô, para calçamentos de três ruas no Bairro Planaltino e o Governador Ruy Costa, viu a necessidade e liberou o dinheiro para esses calçamentos, no Disep pois quando chove tem dificuldade e o Naep, por conta de abrigarem cerca de 100 crianças e algumas ruas em volta da Praça Pau Brasil. Também lamentou a morte de três jovens no último domingo, 15. “Três famílias estão sofrendo e nós que temos filhos, netos, sobrinhos, ver acabar a vida desses jovens assim, ficamos muito triste e pedimos a polícia que investigue”, disse. Também comentou da chegada da policlínica, são vários carros que viajam e vai reduzir bastante isso, “daqui para Salvador é muito longe e Jacobina é perto, foi uma luta dos 11 vereadores e fizemos a mobilização”, concluiu.

 

O Vereador Samoel Moto Taxi falou que é vergonhoso a falta de atenção da gestão municipal, pois outras cidades dão incentivos para funcionários, que o FPM baixo, e Capim Grosso massacra o funcionário público e quer que as coisas andem no eixo, “quando o Pmaq vir na cidade deixa encontrar a desorganização que é, quando pega um aparelho do Ceo e uma mesa bonitinha pra eles encontrarem tudo bonito, depois leva tudo”, relatou. “A eleição passada foi ganha com o nome segurança, vale a pena usar quando está boa e fazer marketing e depois quando está ruim jogar a culpado no Governo?”, interrogou. “Ao invés de apontar vamos unir forças, a sociedade civil organizada, pastores, criar uma ideia, uma operação conjunta, Policia Militar e Conselho Tutelar, não é normal crianças irem embora como se fossem passarinhos, na gestão passada de Sivaldo Rios encontrei no Planalto crianças de três anos sentadas no chão, agora em Água Nova crianças disputando cadeiras porque não tinha, professoras improvisando, o secretário enviou ofício avisando que já resolveu, mas precisou mães irem fazer manifestação”, adiantou. “O colega relatou um matagal tomando conta dos postos de saúde”, lembrou. “Está faltando investimentos nos lugares certos, é uma verdade vista por todos, vou para o debate e provo que é verdade, estou no segundo mandato e nunca trouxe uma mentira para a tribuna, vou continuar fiscalizando e denunciando”, completou. Cobrou o registro da Guarda Municipal, quando não é de interesse para a gestão coloca no jurídico diz que está revendo, quando é de interesse chega de urgência para ser votado por cima de pau e pedra, se não tem condições de administrar entrega a chave”, concluiu.

 

O legislador Jefferson Ferreira, lamentou a morte dos jovens no município no último domingo e disse que é preciso pensar no outro e reunir a sociedade civil organizada, entidades policias, prefeita, vereadores, ministério público, direitos humanos, e no Brasil já temos 10 homicídios, números que eram anuais”, colocou.  “Em relação da penúltima eleição, 89% do eleitorado aprovava a segurança da época, e é preciso conversar com pessoas que fazem a segurança pública para traçar estratégias”, indicou. “É preciso nos unir, pois hoje é um desconhecido mas depois pode ser um ente querido ou um de nós”, relatou. Falou ainda da responsabilidade tríplice e que o caráter do cidadão é formado até os 7 anos de idade e o maior vínculo nesse período é com a família. Falou sobre a quarta-feira passada onde foram as ruas em defesa ao ex-presidente Lula, para buscar de volta o que está preconizado em Lei. Falou sobre o requerimento da pavimentação da rua Caiçara e quando chove a situação fica pior. Disse que o terreno do curral foi analisado e fez parte em uma das reuniões para escolha ao redor do município, e entenderam que não encontraram local mais adequado, o terreno supostamente doado, fica próximo a Caiçara, e esse terreno o preço está dentro do mercado, tem aproximadamente 500 mil reais para fazer esse curral e é preciso realizar para melhorar a qualidade de vida para o povo que negocia. “O governador Ruy Costa foi considerado o melhor Governador do Brasil, por cumprir 69% das promessas de campanha e o segundo colocado tem apenas 34 medidas concluídas”, informou. “No dia 13 de julho de 2017, estava em uma reunião com os municípios que formariam o Consorcio de Saúde dessa região em Jacobina, e na oportunidade iriam participar 18 prefeitos e mais secretários de saúde e alguns vice prefeitos, em média de 10 vereadores dava 180 edis e invadiram a reunião em Jacobina para gritar que Capim Grosso estaria se colocando à disposição para  a Policlínica,  em Capim Grosso, ou em Jacobina, mas não comungavam para Senhor do Bonfim, tiveram voz e voto, e posteriormente o Governador fez a reunião e na oportunidade o  Vice Prefeito Frank Neto representou  a prefeita e com os prefeitos que sediava a região de Bonfim e deixou claro que faria duas policlínicas”, concluiu. 

 

O Vereador Jó Queiros, disse que ainda não viu nada do Governo Ruy Costa na região, apenas essa policlínica, as outras estão começando agora que é ano eleitoral. Sobre a Guarda Municipal disse que até o momento o projeto não foi enviado para à Casa, e é necessário que se tome providências. “Todos os políticos que erram tem que pagar, a manifestação de quarta-feira, a prefeitura fechar e funcionários participar, agora vai um agente de saúde fazer manifestação, para ver se o dia não é cortado”, comentou.

 

 

Fonte: ASCOM CMCG

Deixe um comentário