Após discurso nazista, demissão de secretário da Cultura é informada ao Congresso

Após o pronunciamento do secretário especial da Cultura, Roberto Alvim, no qual utiliza discurso de Joseph Goebbels, ministro da Propaganda nazista, sua permanência no governo ficou insustentável.  De acordo com informações da Folha de S. Paulo, depois das críticas e da forte pressão política, o Palácio do Planalto informou a lideranças do Congresso que Alvim será demitido.

O prefeito ACM Neto e o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, estão entre as autoridades que repudiaram de forma veemente o discurso e pediram o afastamento de Alvim.

Até mesmo o filósofo Olavo de Carvalho, ideólogo da família Bolsonaro, se pronunciou contra a falta do secretário da Cultura. "É cedo para julgar, mas o Roberto Alvim talvez não esteja muito bem da cabeça. Veremos", disse ele.

 

 

Fonte: Bahia Notícias