Capim Grosso teve média de 12 casos por dia de Covid-19 no mês de julho

Nos último 30 dias, Capim Grosso teve um aumento expressivo no número de casos confirmados do Covid-19, fato este que tornou o município como epicentro do coronavírus na região da Bacia do Jacuípe com 503 casos confirmados, destes 135 estão em acompanhamento, 363 pessoas encontram-se recuperadas e 05 vieram a óbito. Veja o índice a seguir.

Em apenas 30 dias, o município teve um aumento alarmante de 360 casos confirmados, podendo-se constatar que Capim Grosso teve em média 12 casos positivos notificados por dia. Números estes que saltaram de 143 no início do mês, para 503. Destes três pacientes encontram-se internados.

Em relação aos casos recuperados, pode-se perceber que na medida em que o número de casos confirmados foram aumentando, os recuperados também houve um crescimento significativo de 284 pacientes, indo de 79 para 363.

O número de pacientes em monitoramento neste mês saiu de 60 para 135, tendo um aumento de 75 casos que permanecem neste estado de saúde até o momento. Entre os dias 15 a 19 houve uma estagnada, mantendo de 80 a 82 casos (veja o gráfico acima). Porém do dia 20 a 28, houve um novo aumento, indo de 94 para 171, em apenas 9 dias 78 casos deram positivo. Mas, entre os dias 28 a 30 os números caíram, de 171 para 135, diminuindo assim 36 pessoas que estiveram ativas.

Em relação aos números de mortes, houve apenas 1, sendo este o 5º óbito por Covid-19.

Vale ressaltar que no mês anterior (junho), houve diversas denúncias sobre festas ocorrendo em chácaras e roças no município, o que pode ter sido um dos motivos para o aumento da transmissão comunitária no município. Veja a seguir os números de casos divididos por bairros e comunidades.

Os três bairros com maiores índices do coronavírus são o Oliveira, Planaltino e Sacramento que estão acima de 70 casos confirmados, além disso, vale destacar que estes são os maiores bairros de Capim Grosso e seus casos ativos estão entre 15 a 30, dado este que pode demonstrar que a transmissão está acontecendo entre familiares e/ou vizinhos.

Entre os casos confirmados descritos como medianos na tabela, a quantidade de pessoas ativas estão abaixo de 5 em cada bairro e comunidade. Isso significa que de 10 a 20 pessoas que foram contaminadas e notificadas pela Secretaria de Saúde, menos de 5 pacientes podem transmitir a doença, sendo o número de recuperados maior.

O bairro Quilometro II, Nova Morada, e as comunidades dos Sete Portos e Melancia, não tem casos ativos, todos se encontram recuperados neste mês de julho.

A comunidade de Caiçara e o bairro Recanto da Seriema são os únicos que não tem casos notificados até o momento.

Foram realizados do dia 1º até 30 de julho, 2228 testes. Ao todo foram feitos 3176, demonstrando que cerca de 10% das pessoas foram testadas. Os dados representados anteriormente em relação aos casos confirmados representam aproximadamente 1,6% da população.

Vale ressaltar que os dados são dinâmicos, e que na medida do possível a população deve respeitar o toque de recolher e evitar aglomerações, para assim impedir novos picos do Covid-19, que podem levar a risco vidas de familiares e amigos.  

 

Redação FR Notícias