Secretária de Saúde Aitan fala sobre a falta de Agente de Saúde e Posto no Bairro São Luiz

Moradores do Bairro São Luiz, reclamam que estão a cerca de um ano sem Agente de Saúde, e também sem uma Unidade Básica de Saúde, e quem precisa de atendimento precisa se deslocar para o Bairro Loteamento Vila Verde, para serem atendidos no Posto Padre Xavier. Os mesmos também reclamaram da distância e da disputa para conseguir uma vaga, devido ao posto atender dois bairros.

Em meio a estas reclamações, o FR Notícias conversou com a Secretária de Saúde Aitan Guimarães, que relatou o motivo da retirada da UBS do Bairro São Luiz e sobre a área descoberta por falta de agente de saúde.

A mesma explicou que a cidade de Capim Grosso tem registrado pelo Ministério da Saúde nove Unidades Básicas de Saúde no município e que recebe recurso para mantê-las, pois além do recurso Federal o município tem que entrar com um investimento, e que o posto do São Luiz não fazia parte destas nove UBS, sendo uma Unidade Satélite do município.

“O posto do São Luiz era uma Unidade Satélite, era a prefeitura que custeava, não recebíamos recursos Federal para mantê-la, foi por isso que desativamos, por não ter condição para manter a unidade, havia essa dificuldade financeira. Pois se não tem médico, tem que disponibilizar um e toda a outra equipe técnica tinha que está lá e a gente também teve dificuldade de manter medicação disponível, todo material”. Relatou Aitan. 

Em relação ao Posto Xavier ser o local de atendimento para os moradores do São Luiz, a secretária informou que a referência do Posto de Saúde do São Luiz é o Posto Padre Xavier, que é onde recebe recurso.

Após ser questionada sobre a saída da agente de saúde Mileide, a cerca de um ano, tornando a área descoberta, sem atuação de algum substituto neste período. Aitan disse “já está sendo remanejado, pois o Ministério de Saúde precisa autorizar o credenciamento porque Agente de Saúde é por meio de concurso da Esfera Federal”.

Finalizou comentando que além do São Luiz ainda há diversas áreas descobertas em Capim Grosso, que vai precisar de cerca de 17 agentes de saúde, e que já pediu um credenciamento para que haja um concurso no município.

 

Redação FR Notícias