Prefeitura de Capim Grosso realiza coletiva de imprensa sobre indústria de processamento de lixo

Na manhã desta sexta-feira, 11, foi realizada, nas dependências da Prefeitura Municipal, uma coletiva de imprensa sobre a instalação da indústria de processamento de lixo em Capim Grosso.

Nelson Araújo, o representante da empresa Conseo, idealizadora do projeto, disse que a indústria se consistirá em receber os resíduos sólidos de Capim Grosso e de cidades da região. “As prefeituras realizarão as coletas e nós daremos o destino final ao lixo”. Além disso, a fábrica também gerará CDR, energia elétrica e um bom número de empregos, previsto 470. “Os catadores de lixos serão os primeiros a serem contemplados por essas vagas”, comentou.

coletivalixo2

À esquerda, prefeitura Drª Lydia Pinheiro, à direita, Nelson Araújo

A prefeita Drª Lydia disse que já vem tentando resolver o problema do lixo há muito tempo. Muitas empresas apareciam com projetos de criar aterro sanitário, mas não era algo satisfatório para o munícipio. Então, Nelson Araújo apareceu com essa proposta, que o único gasto que traria para a prefeitura é a cessão do terreno e a coleta do lixo. “Achei bastante interessante a proposta devido ao destino final que o lixo sofrerá além da geração de empregos”, disse.

processamentodelixo

Serão importados diretamente da Alemanha 100% dos equipamentos que serão usados na indústria, que tem a data prevista de ser construída de 18 a 20 meses, sendo a primeira obra o galpão da reciclagem, que já empregará os coletores de lixo.

coletivalixo1

Momento da assinatura da cessão do terreno

A empresa em questão entrará em contato com as demais prefeituras para fazer o pedido de seus respectivos lixos, pois o lixão a céu aberto tem que ser extinguido nas cidades de acordo com a Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei 12.305/10). Com isso, Capim Grosso receberá a maior unidade de geração de energia a partir de resíduos sólidos da América Latina, com emissão de 0% de gás metano e 2% de CO2.

Para mais informações, clique aqui.

 

FR Notícias

 

Deixe um comentário