15 homicídios são registrados em dois dias na cidade de Feira de Santana

Depois da última quarta-feira, 9, em que oito pessoas morreram, a quinta-feira, 10, também foi violenta em Feira de Santana com mais sete casos, um total de 15 em dois dias. As vítimas tinham 22, 27, 29,36, 43, 45 anos. Uma delas não teve a idade identificada.

Procurado pelo Bahia Notícias, o titular da Delegacia de Homicídios da cidade, Fabrício Linard, afirmou que não há como, no momento, associar os crimes à paralisação anunciada por um grupo de policiais militares ligados ao deputado estadual Marco Prisco (PSC).

Conforme o delegado, o número de homicídios ocorridos na quarta corresponde a uma média dos casos anotados em uma semana inteira. Só para ter ideia, no último fim de semana não houve nenhum homicídio registrado. “Até agosto nós tínhamos registrado queda na taxa de homicídios, ficando na casa dos 20 em praticamente 10 meses”, informa. O delegado declarou que o policiamento no município segue dentro da normalidade.

“Aqui em Feira o policiamento está normalizado. As viaturas estão circulando”, declarou. Segundo o site Acorda Cidade, dos 8 homicídios, 4 foram cometidos contra adolescentes. Um deles, de 15 anos, que teria sido vítima de bala perdida. As outras vítimas tinham 18 anos, 24 anos [duas delas], 30 e 36.

Os crimes de quarta-feira, ocorreram nos bairros Baraúnas, Irmã Dulce, Tanque da Nação, Jussara, Mangabeira, Conjunto Luciano Barreto e no distrito de Humildes. A autoria e a motivação dos crimes devem ser investigadas pela Delegacia de Homicídios.

Já o primeiro homicídio de quinta ocorreu no bairro Campo Limpo. Um homem identificado como Paulo Saddam Lima Pinto foi executado com cerca de 15 tiros dentro da própria oficina. O segundo caso vitimou Gilvan Souza Santos. Ele foi morto a tiros dentro de uma oficina no bairro Conceição I.

Gleydson da Silva Feitosa foi morto a tiros por volta das 21:00hs, no bairro Jardim Ipê. A terceira vítima, Daniel Silva de Jesus, foi assassinada a tiros por volta das 21:50hs, no bairro Barroquinha. O quarto caso ocorreu no bairro Tomba, por volta de 22:40hs. José Raimundo Oliveira Machado Filho foi morto a tiros por dois homens a bordo de uma moto. Na ocasião, um homem foi atingido e socorrido para o Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA) em estado grave, com ferimentos na cabeça.

Já no bairro Brasília, um homem não identificado veio a óbito após ser baleado. O último caso se deu no bairro Sobradinho. Iraelson Ramos de Oliveira foi assassinado a tiros quando estava dentro de um veículo Gol branco no pátio de um posto de combustível, na Avenida Eduardo Fróes da Mota (Anel de Contorno). A autoria e a motivação do crime ainda são desconhecidas.

 

 

Fonte: Bahia Notícias