Campeões da Libertadores usarão, no torneio, escudo com número de títulos

A Conmebol divulgou nesta quarta-feira, 22, pela sua conta no Twitter, que os campeões da Taça Libertadores passarão a usar, na disputa do referido torneio, um escudo com o número de títulos conquistados na competição. A medida é diferente da adotada normalmente em outros campeonatos, cujo direito de exibir o emblema é apenas do atual campeão.

Os clubes brasileiros que passarão a usar o escudo no torneio são Santos, tri em 1962, 1963 e 2011, Palmeiras, campeão em 1999, Grêmio, bi em 1983 e 1995, Flamengo, vencedor em 1981, e Atlético-MG, o último do país que levantou o troféu, em 2013. Chapecoense, garantido na fase de grupos, Botafogo e Atlético-PR, na disputa da fase preliminar ainda, são os outros times que participam da atual edição da competição. São Paulo, Corinthians, Cruzeiro, Internacional e Vasco também conquistaram a Libertadores, mas não se classificaram para 2017.

O Independiente é o clube que tem mais títulos no torneio, com sete, em 1964, 65, 72, 73, 74, 75 e 84, só que não participa neste ano. Na lista de maiores vencedores da competição, o Boca Juniors, com seis (1977, 78, 2000, 2001, 2003 e 2007), é outro que está fora em 2017. Ganhador de cinco troféus (1960, 1961, 1966, 1982 e 1987), o Peñarol, do Uruguai, está na corrida pelo hexa a partir do Grupo 5. Tetra em 1968, 1969, 1970 e 2009, o Estudiantes começa a campanha no Grupo 1.

 

Fonte: Globo Esporte